04 junho, 2009

montinho de terra



Quando era pequenina
Sentia, com toda a certeza, que haveria de sobreviver
a todas as catástrofes.
Era uma certeza que vinha do fundo da vida, como um eco,
Porque aconteceu-me morrer antes do meu tempo.
Mas desta vez estava decidido:
Eu haveria de sobreviver.
E isso faria de mim uma grande montanha.

Hoje sou um montinho de terra.
Onde gostaria de ver crescer uma árvore
Daquelas que seguram os ninhos dos pássaros,
dão flores e frutos e dormem durante o Inverno.

4 comentários:

teresa g. disse...

:)))

És uma montanha, sim. Que importa o tamanho? O que importa é que cresçam árvores, e flores e frutos, e se ouçam as aves no silêncio das manhãs!

Que bom que voltaste, estavas a fazer falta!

Beijos

P. Esteves disse...

welcome back :-)

Anónimo disse...

Já tinha TANTAS saudades de passear por aqui.
I

Hanah disse...

belissimo...

que bom que voltaste ...

um beijo

Hanah