11 março, 2008

acreditas?



- Mãe, existem mesmo unicórnios?
- Claro!
- A sério? Onde?
- No mundo dos sonhos. Vivem com as fadas e outros seres mágicos.
- Mas esse mundo é onde? É em Portugal?

- Também.
- Ai, acho que estás a enganar-me.
- Não estou nada! O mundo mágico dos sonhos é em toda a parte.
- Posso ir lá?
- Sempre. O mundo dos sonhos só vai desaparecer se deixares de sonhar.
Vou contar-te um segredo para estares prevenida: quem diz que não existem unicórnios e fadas diz isso porque deixou de sonhar.
Só por isso!

16 comentários:

alexandrecastro disse...

e quando se deixar de sonhar...provavelmente, a vida, perdeu parte do seu encanto!!!!

Imhotep disse...

Será mesmo possível que alguém deixe de sonhar?

Ou podemos apenas esquecer os sonhos?

Será mesmo a vida um sonho de que um dia havemos de despertar?

Isto para mim é tudo um grande mistério! :-)

Fica bem!

greentea disse...

claroa que há fadas e unicórnios - encontro-as a cada instante !!!!!!!!!!!!!!!!!!

Jardineira aprendiz disse...

E depois há os que sonham com carros, e casas, e viagens, e...

Bolas, ando mesmo azeda! ;)

Bjinhos

(Eu gosto dos teus sonhos, só não o posso dizer muitas vezes em voz alta)

greentea disse...

vou-te roubar o post

para que as fadas não fiquem só por aqui

eh eh eh
e tem um dia cheio de fadas !

sa.ra disse...

Jardineira,

É verdade... há quem sonhe com carros, casas e viagens, que a concretizarem-se, servem para voltar a sonhar com novos carros, novas casas, novas viagens...

Não sei se é bom ou mau. Acho que o "para quê" é mais importante do que "o quê". É isso que me importa e que transmito aos meus filhos. As crianças precisam sonhar. Todos precisamos. Nada nem ninguém pode negar-nos o infinito, a não ser que o permitamos.

Como no poema... "Eles não sabem que o sonho é uma constante da vida..."

:)

Não andas nada azeda... às vezes o mundo é amargo.

Beijinho

dia muito feliz

Ana Pallito disse...

O sonho é doce magia, é varinha de condão que transforma em realidade toda e qualquer ilusão...Deixe querida que sonhe querida o teu coração, pois tudo se resolverá nessa varinha de condão. Cantiga de minha infância.

Beijinhos doces

sa.ra disse...

ana,

que bela cantiga!!!

obrigada pela visita

beijos
dia muito feliz

Betty Branco Martins disse...

____minha querida



é mesmo isso tudo!




não deixes de sonhar_____NUNCA!!!












beijO c/ carinhO

João Barbosa disse...

:-)

O Profeta disse...

O Sol abandonou o céu
A Lua ironiza no celeste
Soltas perversas vontades
Cruzam a tua vida agreste


Convido-te a partilhar a minha visão da forma em
como a vida às vezes é perversa para algumas mulheres…


Doce beijo

Mofina Mendes disse...

E as fadas também sonham com fadas!

jokas

Magri disse...

Sim, sonhar é preciso...
Não sei se com fadas e unicórnios, mas de certeza com um mundo melhor e mais justo. E com a nossa própria mudança...
Sonhar é sempre o primeiro passo, por isso, quem disse que "o sonho comanda a vida", estava certamente a fazer mais que simples versos e rimas.

Continuemos então a sonhar,... e a acreditar nos nossos sonhos.

Beijinho.

Rhiannon disse...

Que bonito!!
Um segredo: o unicórnio que de vez em quando passeia comigo é azul.

*

Fernando Vasconcelos disse...

Ora bem esta história dos sonhos lembra-me o meu livro preferido e em particular uma parte que fala de casas e também de sonhos ... Aqui fica, desculpem em francês, (acho mais bonito :-)) - Le petit prince (saint-exupery)

Si vous dites aux grandes personnes: "J'ai vu une belle maison en briques roses, avec des géraniums aux fenêtres et des colombes sur le toit..." elles ne parviennent pas à s'imaginer cette maison. Il faut leur dire: "J'ai vu une maison de cent mille francs." Alors elles s'écrient: "Comme c'est joli!"

Ainsi, si vous leur dites: "La preuve que le petit prince a existé c'est qu'il était ravissant, et qu'il voulait un mouton. Quand on veut un mouton, c'est la preuve qu'on existe" elles hausseront les épaules et vous traiteront d'enfant! Mais si vous leur dites: "La planète d'où il venait est l'astéroïde B 612" alors elles seront convaincues, et elles vous laisseront tranquille avec leurs questions. Elles sont comme ça. Il ne faut pas leur en vouloir. Les enfants doivent être très indulgents envers les grandes personnes.

Mais, bien sûr, nous qui comprenons la vie, nous nous moquons bien des numéros! J'aurais aimé commencer cette histoire à la façon des contes de fées. J'aurais aimé dire:

"Il était une fois un petit prince qui habitait une planète à peine plus grande que lui, et qui avait besoin d'un ami..." Pour ceux qui comprennent la vie, ça aurait eu l'air beaucoup plus vrai.

oceanus disse...

mil beijinhos ...

do fundo do Oceanus