10 março, 2008

Free Tibet



MARCHA A FAVOR DO RESPEITO PELOS DIREITOS HUMANOS NO TIBETE

Hoje, 10 de Março, aniversário da revolta do povo tibetano, em 1959, contra a ocupação e repressão chinesa, serão realizadas marchas pacíficas e acções de protesto em todo o mundo, exigindo o respeito pelos direitos humanos no Tibete, o reconhecimento do direito do povo tibetano à autonomia, a libertação dos presos políticos por parte da China, país que procede a um genocídio étnico e cultural no Tibete e que viola brutalmente os mais elementares direitos de homens e animais.

Estas acções acontecem também no dia em que começará a marcha pacífica de regresso de muitos tibetanos ao Tibete, a partir de Dharamsala, na Índia, inspirada na Marcha do Sal promovida por Gandhi. Estas acções não são contra o povo chinês, mas apenas contra a política do actual governo chinês, que oprime o seu próprio povo e não está à altura da sua grande tradição cultural, onde avultam os valores da milenar sabedoria confucionista, taoista e budista.

Cabe aos portugueses, com uma tradição de humanismo universalista, que tanto se mobilizaram por Timor e que recentemente tão bem receberam Sua Santidade o Dalai Lama, não permanecerem indiferentes a esta nem a nenhuma forma de opressão existente no mundo.

Vimos por isso convidar todos a aderirem à MARCHA A FAVOR DO RESPEITO PELOS DIREITOS HUMANOS NO TIBETE que se realizará no dia 10 DE MARÇO, 2ª feira,:

Em Lisboa: com concentração no Rossio junto à estátua, pelas 18.30, de onde seguirá para o Largo de Camões e de seguida para o Cais do Sodré.

No Porto: concentração nos Leões pelas 18h30, seguindo pela Avenida dos Aliados, Santa Catarina até à Praça da Batalha.

Em Aveiro: Conferência de Imprensa da União Budista Portuguesa (Delegação de Aveiro) e da Amnistia Internacional, pelas 18.30, no Hotel Imperial, sobre a situação de violação dos Direitos Humanos no Tibete.

No Funchal: concentração no Parque de Santa Catarina, pelas 18h30.


Convidamos também todas as associações cívicas e humanitárias a aderirem a esta manifestação.


CONTAMOS COM A SUA PRESENÇA ! DIVULGUE ESTA INICIATIVA !


Não permaneça cúmplice, pela indiferença e pela abstenção, desta e de outras injustiças que há no mundo.


Encontra-se disponível em
http://www.petitiononline.com/Tibete08/petition.html
Petição a favor da aprovação pela Assembleia da República de uma moção que condene a violação dos Direitos Humanos e da Liberdade Política e Religiosa no Tibete.



ORGANIZAÇÃO:

União Budista Portuguesa Tel: 21 363 43 63 (www.uniaobudista.pt)

Songtsen - Casa da Cultura do Tibete Tel: 21 390 40 22 (www.casadaculturadotibete.org)


CONTACTO (Media):

Tm: 91 811 30 21


APOIO:

Amnistia Internacional

Associação Agostinho da Silva

3 comentários:

Jardineira aprendiz disse...

Foste? Se estivesse em Aveiro tinha passado lá, mas era impossível. Embora estas coisas saibam sempre a pouco, é a nossa velha discussão (no bom sentido :) ) Bom, bom, seria que o poder tirano caísse pela sua própria podridão. Mas como se faz isso?

Beijos

sa.ra disse...

a vida faz!

Como fez com os velhos impérios, corruptos ou absoletos!

A queda do império romano é uma grande lição de história e da história dos homens. Ruiu de tão podre, como outros aliás!

Lembro-me sempre (também) de Alexandre o Grande. Conquistou tudo o que havia para conquistar!

Não satisfeito, e cansado de uma vida sem acção, meteu na cabeça que haveria de voltar ao compo de batalha, vencer mais povos,ganhar mais território... mas foi travado... por um mosquito!
Morreu!

Outro exemplo foi Solimão! O seu império morreu envenenado pelos seus próprios vícios!

é a Vida... e a Vida é mais forte que qualquer tirano ou qualquer império!

Beijinho

dia muito feliz!

greentea disse...

assinei a petição mas não pude lá estar, lamento


um beijo grande