30 janeiro, 2006

Ouvir o silêncio

Inspiração: O silêncio e quietude das árvores

Quando, por um determinado caminho, não se está a chegar a lugar nenhum,
é porque não há lugar algum a chegar por aí.


No silêncio e na quietude surgirá a resposta.
Do silêncio e da quietude revelar-se-à um novo rumo.

A verdade repousa no silêncio.
A verdade nasce do silêncio.

1 comentário:

José Pedro disse...

Trinta raios convergem para o meio
mas é o vazio do centro
que faz avançar o carro.

Molda-se a argila para fazer vasos,
mas é do vazio interno
que depende o seu uso.

Uma casa é fendida por portas e janelas,
é ainda o vazio
que a torna habitável.

O Ser dá possibilidades,
mas é pelo não ser que as utilizamos.

Lao Tse, Tao Te King