17 julho, 2007

integração

Porque...


Imagem captada na Cova da Moura, Lisboa


21 comentários:

Jardineira aprendiz disse...

Sabes aquela teoria do sincronismo? Ontem lembrei-me deste poema e pensei - apetecia-me metê-lo no blog! (não tive tempo)

Há dias coloquei um pensamento de Rumi!

'Aqui me encontro e confundo com gente de todo o mundo'
:)

Beijinhos!

Jardineira aprendiz disse...

Pois, não comentei o post em si, que é muito interessante! Mas ele fala por si!

sa.ra disse...

Felizes sincronias!

:)

Beijinho
Tem um dia muito feliz!

(sabes, foi a primeira vez que entrei na Cova da Moura... e adorei!)

RV disse...

quando há vontade o todo é possível. Basta querer e colocar mãos à obra.

Um bom dia.

sa.ra disse...

rv,

escolhi esta foto, como poderia ter escolhido outra feita sobre a mesma parede, onde as palavras são:

"Deus quer
O Homem sonha
A obra nasce"
Fernando Pessoa

:)

o teu comentário preceu-me providencial!

beijos
Dia muito feliz!

Avusa disse...

lindo...
sem palavras!

bjs

sa.ra disse...

avusa,

lindo foi ter estado lá e ter testemunhado que o que está escrito na parede é um plano em marcha - ali, onde o preconceito é o prato do dia, onde o estigma e exclusão fazem parte do quotidiano... ali, aprende-se muito!


:)

beijinho
dia muito feliz

greentea disse...

sintonias...

fazem-me falta as nossas sinntonias do aqui e agora ao mesmo tempo...

era tão delicioso/encantador o postarmos ao mesmo tempo , o respondermos uma à outra em simultaneo...

um beijo para ti

Ilda Oliveira disse...

Em todo o Lugar tem Sol....
Em todo o Lugar tem Sementes Boas...
Em Todo o Lugar Tem Rio...
Tem Vida...
Por isso em Todo o Lugar a dualidade existe e existirá
Como exemplo/Marco de Crescimento
Nesta casa "Terra".
Por isso eu não olho às aparências...
Tanto posso entrar em casa humilde como casa de rico. O que importa é a forma como sou recebida...
Obrigado pela nota..pelo Lembrar e captar de momentos como este...
Continue Irmã da Palavra.

Mofina Mendes disse...

É essa a mensagem que teria de estar escrita na consciência e no coração de todos os Seres Humanos!

Há-de chegar o dia que agora começa.

Entre linhas... disse...

Todos diferentes,mas todos iguais,se abrissem as portas á inclusão decerto que muitos preconceitos deixavam de existir,e passaria a haver mais respeito.
Bjs Zita

João Barbosa disse...

No ponto!

a.i. disse...

[]

Hanah disse...

it´s beautiful...

beijão

bons dias

todos os dias

sa.ra disse...

Greentea

:)

a sintonia mantém-se - dançamos a mesma dança!

beijinho amiga!

tem um dia muito feliz!

sa.ra disse...

Ilda oliveira

que belo conjunto!
está tudo dito!
Obrigada!
:)

beijo
um dia muito feliz!

sa.ra disse...

Mofina mendes,

está a ser (re)escrita! está germinar, não tenho dúvidas!

beijinho
tem um dia muito feliz

sa.ra disse...

Entre linhas,

as portas à inclusão estão abertas!
vamos entrar
vamos deixar entrar
vamos incluir

começa em nós e através de nós, inclusive passa por incluir os que excluem!

beijinho
dia muito feliz!

sa.ra disse...

joão barbosa,

no ponto de encontro!

beijoca
tem um dia muito feliz!

Hanah disse...

Olá sa.ra, obrigado por ter respondido ao desafio, é só um exercício...

Abaixo a letra da Música do post do You tube.

Beijão de Boa semana....


A Nossa Casa

Na nossa casa amor-perfeito é mato
E o teto estrelado também tem luar
A nossa casa até parece um ninho
Vem um passarinho pra nos acordar
Na nossa casa passa um rio no meio
E o nosso leito pode ser o mar

A nossa casa é onde a gente está
A nossa casa é em todo lugar
A nossa casa é onde a gente está
A nossa casa é em todo lugar

A nossa casa é de carne e osso
Não precisa esforço para namorar
A nossa casa não é sua nem minha
Não tem campainha pra nos visitar
A nossa casa tem varanda dentro
Tem um pé de vento para respirar

A nossa casa é onde a gente está
A nossa casa é em todo lugar
A nossa casa é onde a gente está
A nossa casa é em todo lugar

Hugo Jorge disse...

Moro na Amadora e apenas agora com 30 anos de idade visitei pela primeira vez a Cova da Mora. Descobri pessoas simpáticas, generosas e com o mesmo desejo de felicidade existente em todos os seres humanos. Descobri e descobri-me na Cova da Moura.