24 maio, 2006

contas ao caminho



Nas terras por onde andei

Nas terras por onde andei
Vi salgueiros inclinados sobre os lagos.
Quando choravam a água subia,
quando bebiam a água baixava.
Os salgueiros podem fazer tudo isso
Pois têm raízes profundas

Nas terras por onde andei
Inclinei-me para a água,
para o abismo e para as estrelas
com raízes bem agarradas à terra.

autor: chucho, o homem do farol






na noite dos dias,
há um farol chamado coração
que guia loucos e aventureiros

17 comentários:

raquel disse...

as nossas raízes cruzam-se, trocam elementos, guiadas, alternadamente e em diferentes proporções, ora pela luz que só a noite sabe emanar, ora pela luz que o dia nos traz.
abraço de luz;)

Jardineira aprendiz disse...

E que não venha nevoeiro!
Bjinhos

Teresa Durães disse...

loucos e aventureiros aos olhos de muitos é tudo o mesmo :P

"de médicos e de loucos temos todos um pouco" (uma frase muito idiota, por sinal)

Kafka- Esquizofrénico
Hemingway - Bipolar
Virgía wolf- Bipolar
Pollock - Nem sei o que era, hospitalizado foi várias vezes

Nash (?) - Prémio Nobel - Esquizofrénico

Peter Gabriel (estou a ouvir neste momento) - Bipolar

Antero de Quental - Bipolar
Florbela Espanca - Bipolar
Fernando Pessoa - Alcoólico (devia ter qq coisa)

Cristo ouvia coisas (no sec XX seria esquizófrénico eheheheh)

Sejamos loucos, sejamos caminhantes, não sejamos tolos!!!!!

(e tu, o que és???)

João Barbosa disse...

:-)
Gosto de salgueiros e de terras húmidas e apesar de sentir inveja por não ter sido eu a ter escrito estas palavras, não consigo sentir inveja nenhuma... confuso, não?

Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba disse...

Lindo!!!

Tenho uma casinha de hóspedes, cujo nome é Paraty - o nome de uma praia maravilhosa do litora sul do Rio de Janeiro - que tem jeito e cheiro de casa de faroleiro...
Adoro os faróis e talvez por ser marinheira...

Beijinhos para teu dia!!!
Da Cris

LuzHarmonia disse...

Se nós prestarmos atenção ao Farol que existe bem no meio do nosso peito, seremos guiados com serenidade.
(Já não passo sem passar por aqui)
Beijo de Luz

greentea disse...

morre lentamente quem não...

Pablo Neruda o disse e assim é
o Farol virá sempre para iluminar aqueles que de aventureiros e de loucos um pouco têm (ou muito)
aqueles que ousaram dar o salto
aqueles que ousaram VIVER

um beijo para ti

Teresa Durães disse...

sSozinho na noite
um barco ruma para onde vai.
Uma luz no escuro brilha a direito
ofusca as demais.

E mais que uma onda, mais que uma maré...
Tentaram prendê-lo impor-lhe uma fé...
Mas, vogando à vontade, rompendo a saudade,
vai quem já nada teme, vai o homem do leme...

E uma vontade de rir nasce do fundo do ser.
E uma vontade de ir, correr o mundo e partir,
a vida é sempre a perder...

No fundo do mar
jazem os outros, os que lá ficaram.
Em dias cinzentos
descanso eterno lá encontraram.

E mais que uma onda, mais que uma maré...
Tentaram prendê-lo, impor-lhe uma fé...
Mas, vogando à vontade, rompendo a saudade,
vai quem já nada teme, vai o homem do leme...

Xutos e Pontapés

sa.ra disse...

meus queridos amigos!

assim de repente... fico sem palavras...

tenho imensa sorte em ser visitada e comentada por pessoas como vocês!

obrigada!
:)

hoje é DIA DA ESPIGA,

PAZ
LUZ
AMOR
ALEGRIA
ALIMENTO
ABUNDÂNCIA

a todos vocês!

beijinhos!

jorgesteves disse...

Poema-razão de quem andou; interessante! E muito bem coreografada com umas belas imagens!
amizade,
jorgesteves

Jardineira aprendiz disse...

Não sabia do dia da Espiga! É uma tradição muito gira, mas pelos vistos, mais uma que se vai perdendo. Também encontrei referência a ele aqui: http://sharkassimetrico.blogspot.com/
Bjinho

Isabel José António disse...

Nas terras por onde andei
Inclinei-me para a água
Nadei, remei e naufraguei
Ma sobrevivi a toda a mágoa

Na terra por onde andei
Aprendi a ultrapassar a dor
E por isso é que todo me dei
Em vagas de verdadeiro amor

E compreendi que o essencial
Para os olhos é invisível
Que o Todo transcendental
É assim mes, indescritível

E mais um post fantástico de conteúdo e inspiração, minha querida amiga.

Parabéns

José António

Isabel José António disse...

Quem vir o que escrevo pensará que estou disléxico. Mas é mentira. Tal é a pressa com que as ideias e as palavras me afluem que as mãs ao seu ritmo já não acompanham. é dâo-se as "gralhas".

Assim:

1ª. quadra - 4º. verso
"Mas sobrevivi a toda a mágoa"

3ª. quadra - 4º. e último verso:

É assim mesmo, indescritível"

Beijinho e desculpa.

José António

Tetracloro disse...

Viva a loucura que nos é ditada pelo coração.

Beijinhos.

ordePadamaR disse...

Loucos, são os que não sabem da sua..

O farol e o faroleiro, estão fundo no meu imaginário ermita.
São tantos os momentos em que somos farol, outros sómente o faroleiro..

Jardineira aprendiz disse...

Bom fim de semana!
Bjinho

greentea disse...

previlegiada eu, por te ter conhecido e aprender as l~ções que tu todos os dias ensinas, enfrentado o mundo, o dia-a-dia nem sempre fácil versus dificil e que tu sabes atravessar amorosamente, como só tu sabes

bom fim de semana, se possivel sem muita confusão, mas muita bagunça de certeza!