01 março, 2006

a força da palavra e do sonho


Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar
irritado algumas vezes, mas não
esqueço de que minha vida é
a maior empresa do mundo.
E que posso evitar que ela vá a falência.
Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver,
apesar de todos os desafios, incompreensões
e períodos de crise
.
Ser feliz é deixar de ser vítima dos
problemas e se tornar um autor da própria
história. É atravessar desertos fora de si,
mas ser capaz de encontrar um oásis no
recôndito da sua alma
. É agradecer a Deus
a cada manhã pelo milagre da vida
.
Ser feliz é não ter medo dos próprios Sentimentos.
É saber falar de si mesmo.
É ter coragem para ouvir um "não".
É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.
Pedras no caminho?
Guardo todas, um dia vou construir um
castelo
...


Fernando Pessoa

11 comentários:

greentea disse...

não sei se me espante contigo ou não...
O meu titulo pu-lo esta noite, seria 1 ou 2 h da manhã, na pressa de postar as fotos q tinha feito e porque há uns dias q não vinha à net. coisas da aldeia - não é que lá não haja, que é gente evoluida, mas LÁ eu não quero; quero aproveitar outros momentos.
E a tua foto... é tal qual uma que eu costumo usar, apenas com a diferença das folhas q são apenas duas.
Tanta coincidencia!Nada deve ser por acaso, ou será?

sa.ra disse...

:)
para mim as coincidências são notas, notas da sinfonia... na grande orquestra do cosmos... notas que, num compasso afinado, nos convidam a entrar nesta dança do universo!
é o ritmo, o pulsar da terra... o bater do coração... quando bate no mesmo compasso dão-se milagres! é um milagre cujo propósito haverá de revelar-se...
:)
bj

sa.ra disse...

ainda as coincidências... não te parece que são provas de que TUDO ESTÁ LIGADO!
O universo tem também esta potência criativa e criadora em si mesmo... o de tecer ligações... o FIO e a TECELAGEM foram e continuam a ser símbolos extraordinários em várias tradições - Gandhy tecia a sua própria roupa... e isto quer dizer muito mais do que fazer vestuário. No antigo Egipto a sacerdotizas de Neit dedicava-me à tecelagem (teciam as vestes para usar nos templos)e à meditação... eram especilaistas em respiração. E as ligações estão em todo o lado... são o Todo que agrega, reune, liga as partes, assim como um corpo organiza células, numa teia de tecidos e órgãos!
é o que eu sinto... sei que há um propósito!
espero encantada... espero sempre pelo momento em que se faz luz e vejo o propósito!sei que vai acontecer.
Neit teceu o universo e todos os universos... do micro para o macro, e do macro para o micro... todos os mistérios se repetem, mesmo debaixo do nosso nariz!
por isso, talvez seja tão importante respirar em consciência!
beijinhos!
(hoje estou muito faladora... ehehehhe)

Maria Costa disse...

P: Pedras no caminho?

R: são os alicerces para a construção da minha morada, ensinar-lhes-ei, a que aprendam que se respira
com o coração.

(ao ler este poema do Fernando Pessoa, lembrei-me de um poema de minha autoria e daí esta resposta ser dada com base nele).

Gostei do post e das suas respostas/comentários acima.

Beijinhos.

Jorge Moreira disse...

As Pedras no Caminho, são como guias que nos acordam, quando estamos a ficar sonolentos pelo percurso.
Beijinhos,

sa.ra disse...

Acho Jorge que sim, Jorge, que nos acordam, as pedras do caminho. Sobretudo obrigam-nos a parar e a olhar para dentro. Hoje, todas as dificuldades da minha vida são entendidas assim e pergunto: "o que é que o universo está a querer mostrar-me? o que é que eu não estou a ver? o que é que em mim está a pedir para ser trazido à luz?"... e, todos os problemas têm revelado que o benefício é infinitamante maior do que o aborrecimento que causa. hoje, desconfio da ausência de "problemas"... simplesmente porque estou em marcha e há tanto, tanto para fazer... tanto para tranformar em mim, para conhecer, para "iluminar"!
A minha vida tem sido um mozaico de coinciências, algumas tão fantásticas que superam a ficção. E todas as coincidências me trouxeram aqui, mais perto de mim, mais perto do outro que eu (também sou).
Hoje, no Blog de Greentea encontrei-me novamante comigo e com aquilo em que vida a pensar escrever hoje!
esta sintonia parece a dança de um cardume... e é muito bonita!
beijinhos
Um dia feliz para vocês!

sa.ra disse...

desculpem-me os erros e as trapalhadas... às vezes as ideias correm tão depressa, que nem os dedos, nem o teclado conseguem colaborar!
:)

greentea disse...

as pedras no caminho permitem-nos dar o salto qualitativo.
Bom dia e ...muitos saltos no caminho!

Daniela Mann disse...

Fernando Pessoa, o meu favorito, sem dúvida!
Boa escolha!

sa.ra disse...

o poema, o seu Maria do Céu... espantoso... o Espírito é mesmo só UM!
:)
beijo!

HatA/mãe disse...

Obrigada sa.ra
Por mais um a cantinho maravilhoso.
Quem não gosta de Fernando Pessoa?
Há um proverbio chines que diz...pedras, pisa-as toda a gente...mas só te seriam inuteis se soubesses caminhar pelo ar...
m abraço